Como Comprar Lentes de Contato?

Apesar dos óculos estarem na moda, não é todo mundo que gosta de ter sempre a peça no rosto. E não podemos nos esquecer de pequenos incômodos do dia a dia, como não enxergar durante ou banho, por exemplo. Nesses casos, o uso da lente de contato pode ser uma boa opção, havendo opções no mercado para diferentes tipos de correção visual. Se você está pensando em trocar os óculos pelas lentes, vale a pena ler todas as orientações antes de sair por aí comprando o primeiro produto que ver pela frente.

Consulta ao Oftalmologista

Lentes de Contato

Lentes de Contato

Não adianta simplesmente querer trocar os óculos pela lente. Quem vai orientar essa mudança é o oftalmologista, que pode indicar o melhor modelo, o grau adequado e também explicar a forma de uso. Somente com as instruções do especialista é que você poderá procurar pela lente de contato em questão. Para ver outras dicas, sugerimos que leia também o artigo sobre compra de lentes pela internet.

Tipos de Lente

Outra informação importantíssima é sobre os tipos de lente que existem hoje. O oftalmologista certamente irá conversar com você sobre os modelos que podem corrigir o seu problema de vista, mas podemos antecipar algumas explicações. Os modelos mais comuns são: lentes rígidas, lentes gelatinosas descartáveis e lentes gelatinosas com troca anual. Os preços, capacidade de correção e adaptação variam muito conforme os modelos, exigindo algum cuidado por parte do usuário.

Lentes de Contato Rígidas

As lentes de contato rígidas podem ser usadas para qualquer necessidade de correção visual, sendo por isso bastante atrativa. Em comparação com os demais modelos ela se destaca pela qualidade ótica, preço acessível, durabilidade e facilidade de manutenção. Diante de tantas qualidades, você deve estar se perguntando por que alguém usaria outra lente. O grande problemas das lentes rígidas é a adaptação, pois muitos usuários simplesmente não se acostumam com ela. Nesses casos, a recomendação é de uso da lente gelatinosa descartável.

Lente Gelatinosa Descartável

A maleabilidade da lente gelatinosa garante melhor adaptação por parte do usuário. Elas devem ser trocadas a cada 30 dias, exigindo um maior gasto de manutenção. Esse custo é a principal desvantagem das lentes gelatinosas descartáveis. Além disso, o usuário precisa ter um pouco mais de cuidado na hora de tirar e guardar as lentes.

Lente Gelatinosa de Troca Anual

A última opção combina a facilidade de adaptação da lente descartável com a durabilidade e o custo de manutenção das lentes rígidas. Essas vantagens tornam essas lentes bem atrativas, mas há um pequeno problema: ela não corrige todos os problemas de vista. Dependendo da necessidade de correção e do grau, é preciso escolher entre os modelos anteriores porque a lente gelatinosa de troca anual não vai solucionar o seu problema. Mais uma vez, é o oftalmologista quem poderá ajudar na decisão, levando todos esses fatores em consideração.

Adaptação às Lentes

Quem nunca usou lentes de contato pode ter dificuldade de adaptação e isso deve ser pensado, já que o gasto não é exatamente pequeno e você pode simplesmente não se acostumar com o uso das lentes. Existem algumas pessoas que se adaptam imediatamente às lentes, mas o mais normal é sentir algum desconforto nos primeiros 15 dias de uso. Se o incômodo persistir depois desse tempo, é melhor suspender o uso e procurar um médico.

Postado por Emília Silva. Veja mais dicas em Outros e também com características semelhantes: , , , ,
RSS por email

Deixe sua opinião “Como Comprar Lentes de Contato?